Quarta-feira, 3 de Agosto de 2011

Mundial sub-20: Portugal 1-0 Camarões

 

Importantíssima vitória de Portugal frente à selecção africana.

 

Privado de Sérgio Oliveira (castigado) e Saná (lesionado) no centro do terreno, Ilídio Vale apontou para um 4-3-3, proporcionando assim uma maior largura à equipa. Entraram Caetano e Alex para as alas enquanto o trio de meio campo foi formado por Danilo, Júlio Alves e Pelé.

 

O jogo teve duas partes  bem distintas.

 

Desde cedo foi perceptível que estávamos perante uma defesa camaronesa frágil e que facilmente errava quando sujeita a pressão.

 

Portugal aproveitou bem essa lacuna na primeira parte e as oportunidades foram muitas.

 

Principalmente através de Nelson Oliveira que para além do golo teve também mais um par de boas oportunidades para marcar. O resultado de 1-0 ao intervalo  era curto face ao que Portugal construiu e os Camarões ofereceram.

 

Já a  segunda parte acabou por ser uma desilusão, Portugal entrou apático, o que podia ter sido fatal.

 

A equipa recuou bastante as linhas e existia muito dificuldade na primeira fase de construção, foi este o momento em que mais se sentiu a ausência de Sérgio Oliveira e Saná.

 

Acredito que com o regresso destes jogadores e mantendo o sistema de 4-3-3, Portugal conseguirá conciliar melhor a verticalidade e a posse. Caetano e Alex como extremos estiveram bem mas se forem melhor servidos desde trás podem ser ainda mais perigosos.

 

Até ao final, Portugal viu-se ainda em superioridade numérica mas que não foi bem aproveitada. A selecção mais perigosa foi os Camarões e Mika teve mesmo de se aplicar para segurar a vitória.

 

Apesar do sofrimento para garantir a vitória, esta foi inteiramente justa e existem indicadores que nos permitem estar optimistas.

 

Parece-me evidente que o sistema a utilizar até ao fim da prova terá de ser este e também não tenho dúvidas que com Danilo, Saná e Sérgio Oliveira no miolo constituiremos uma equipa com qualidade e com legitimas aspirações para uma boa prestação.

 

Não temos os recursos de selecções como  a Argentina, Brasil, Espanha, França e mesmo Colômbia mas com seriedade podemos surpreender.

 

O apuramento para a próxima fase está praticamente garantido mas seria importante vencer o próximo encontro de modo a segurar o primeiro lugar do grupo.

 

O próximo jogo realiza-se sexta feira pelas 23 horas e o adversário é a Nova Zelândia.

 

Este jogo já será transmitido na TV, pelo canal Eurosport.

 

Por fim deixo tal como no jogo anterior uma pequena análise à exibição de cada jogador da selecção nacional

 

Mika (GR) : Na linha do 1º jogo, seguro, confiante e com uma defesa decisiva para garantir a vitória.

 

Cédric (Defesa direito) : Boa exibição, sólido a defender e interventivo a nível ofensivo.

 

Roderick (Defesa central): Uns furos abaixo do primeiro jogo, tem qualidade para mais e em certos momentos tem de ser mais agressivo no desarme.

 

Nuno Reis (Defesa central): Melhorou, esteve melhor nos lances divididos mas continua a pecar no que toca à devolução. Esteve perto do golo com um cabeceamento à barra.

 

Luís Martins (Defesa esquerdo): Não esteve particularmente bem, dificuldades defensivas que provocaram o cartão amarelo. Ilídio Vale não arriscou e substitui-o ao intervalo.

 

Danilo (Médio defensivo): Jogador preponderante na manobra da equipa, mais uma boa exibição. Fornece um apoio fundamental ao quarteto defensivo e tem ainda a capacidade para ganhar variadíssimas disputas a meio campo. Ele e Nelson Oliveira foram os melhores.

 

Pelé (Médio centro) : Ao nível da entrega nada pode ser dito  mas falhou demasiado nos momentos de definição. Contudo foi de extrema importância para a vitória.

 

Júlio Alves (Médio centro): Discreto no mau sentido. Tinha liberdade para chegar à frente e não aproveitou.

 

Caetano (Extremo): Irrequieto. O pequeno Caetano tem qualidades bastante interessantes e demonstrou neste jogo que é uma aposta a manter nos próximos jogos.

 

Alex (Extremo): Menos acutilante que Caetano mas demonstrou que é dono de um bom pé esquerdo.

 

Nélson Oliveira (Avançado): O homem do jogo. Não só pelo golo mas pela capacidade que demonstrou para segurar a bola, encarar os defesas e ainda abrir espaços para os colegas. Esperemos que continue a este nível.

 

Mário Rui (Defesa esquerdo): Entrou para o lugar de Luís Martins e não esteve muito melhor que o seu companheiro de posição. Errou muitos passes e nem se atreveu a aventurar-se pelo ataque.

 

Ricardo Dias (Médio centro): Entrou bem para o lugar de Júlio Alves, foi bem mais esclarecido  que o colega.

 

Baldé (Avançado): Dos poucos minutos que esteve em jogo nada acrescentou.

 

publicado por A.S às 05:52
link do post | comentar | favorito
|

.Votações

Quem irá sagrar-se campeão nacional 2013/2014?
  
pollcode.com free polls 

.arquivos

.tags

. todas as tags

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. A febre da Copa

. Villas-Boas nos Spurs, o ...

. A jornada dos grandes (16...

. As duas faces dos Citizen...

. Craques em destaque: Heun...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Serie A: Quem desafia a J...

blogs SAPO

.subscrever feeds