Domingo, 14 de Agosto de 2011

Mundial sub-20: Portugal 0-0 (5-4 p) Argentina

A defesa que levou Portugal às meias-finais

 

Ao inicio as expectativas eram baixas, de seguida os jogos de preparação levantaram ainda mais dúvidas e foi apenas durante o Mundial que se começou a acreditar na qualidade desta selecção. Sem elevado traço de criatividade e brilhantismo mas com humildade, entrega e inteligência táctica se conseguiu criar uma equipa que pode agora lutar por um lugar na final.

 

Portugal eliminou a Argentina e apesar das exibições consistentes dos nossos jogadores penso que é justo atribuir ao seleccionador Ilídio Vale o estatuto de figura central nesta vitória. Tal como tinha referido na antevisão do jogo, Portugal teria que ser inteligente e controlar com muito rigor os diversos momentos do jogo.

 

E de facto a selecção nacional fez isso quase na perfeição. Numa primeira fase entregou as rédeas do jogo aos sul-americanos e explorou o ataque através de transições rápidas, numa segunda fase ocupou mais o meio campo adversário e explorou na medida do possível o maior desgaste físico do adversário.

 

O empate ao fim dos 120 minutos pode considerar-se justo mas a haver um vencedor penso que merecia ser Portugal.

 

Ilídio Vale apostou num sistema que acabou por ser um 4-3-3 disfarçado. Com um trio de meio campo formado por Danilo, Pele e Júlio Alves e com Sérgio Oliveira descaído sobre uma ala foi notório que se procurou uma maior consistência na zona intermediária.

 

Sérgio Oliveira nunca foi um extremo e nessa medida o 4-3-3 foi muitas vezes um 4-4-2 que deixou a Caetano e Nelson Oliveira a quase total responsabilidade pelas investidas ofensivas.

 

A partida teve poucas oportunidades, o ritmo foi baixo mas chegado este momento da competição é compreensível o desgaste dos jogadores.

 

Chegada a série de grandes penalidades, viveu-se momentos dramáticos. Portugal chegou a ter dois golos de desvantagem mas Mika e a barra não permitiram que a Argentina seguisse em frente.

 

Depois da recuperação Mika voltou a defender outra grande penalidade na morte súbita e desta forma garantiu a presença da nossa selecção na meia final do próximo dia 17.

 

Uma nota para Mika, será muito provavelmente considerado o melhor guarda redes da prova e diga-se com inteira justiça.

 

É um apuramento fantástico, os jogadores merecem este sucesso, esta selecção tem sido séria desde do primeiro jogo e penso que sua principal virtude é admitir as suas limitações.

 

Infelizmente o nosso blog não poderá realizar a cobertura imediata da partida da meia final.

 

Contudo trataremos de analisar mais tarde a prestação de Portugal nos restantes dois jogos.

 

De relembrar que hoje fica-se a conhecer qual o adversário de Portugal, no jogo entre França e Nigéria.

 

publicado por A.S às 13:13
link do post | comentar | favorito
|

.Votações

Quem irá sagrar-se campeão nacional 2013/2014?
  
pollcode.com free polls 

.arquivos

.tags

. todas as tags

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. A febre da Copa

. Villas-Boas nos Spurs, o ...

. A jornada dos grandes (16...

. As duas faces dos Citizen...

. Craques em destaque: Heun...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Serie A: Quem desafia a J...

blogs SAPO

.subscrever feeds