Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

O onze da CAN 2012

Finalizada a competição é chegado o momento de distinguir os melhores, uma CAN que em termos globais foi melhor que a edição anterior, mais golos, melhor futebol e também melhores arbitragens.

 

Guarda redes

 

Kennedy Mweene (Zâmbia)


 

Não se pense que Kennedy Mweene é um guarda redes de categoria mundial, na verdade apresenta algumas dificuldades na abordagem aos lances, sobretudo nas bolas aéreas, no entanto tem outras qualidades que são muito importantes para um guarda redes.

 

Surgiu nos momentos decisivos, defendeu grandes penalidades tanto na meia final como na fina, marcou um castigo máximo na lotaria decisiva e foi um verdadeiro líder para o seu quarteto defensivo.

 

Mweene foi a voz de comando da defesa da Zâmbia  e o titulo conquistado  pela sua equipa muito se deve às suas prestações.

 

Defesa direito

 

Jean-Jacques Gosso (Costa do Marfim)

 


 

Gosso é um jogador polivalente que pode actuar também como médio mas que nesta CAN se destacou como defesa direito. Exibições muito consistentes, esteve muito bem a nível defensivo e ainda foi peça importante nas acções ofensivas. Um lateral todo terreno que primou pela regularidade e como tal merece o estatuto de melhor defesa direito da prova.

 

Defesas centrais

 

Stophira Sunzu (Zâmbia)

 


 

Uma das revelações do torneio, Sunzu apresenta características muito interessantes. É alto (1,89m), forte no jogo aéreo e rápido nos duelos individuais. Com 22 anos pode aspirar uma carreira na Europa, actualmente joga no Mazembe do Congo.

 

John Boye (Gana)

 


 

Tal como Sunzu, Boye é um jovem com enorme margem de progressão e pelos sinais que deixou nesta CAN acredito que se manterá como titular da sua selecção nos próximos anos.

John Boye joga no Rennes e será um dos jogadores a seguir até o final da época em França.

 

Defesa esquerdo

 

Siaka Tiené (Costa do Marfim)

 


 

Vasculho o onze que definimos na CAN 2010, e apesar de na altura termos considerado Elderson (Sp. Braga) como melhor defesa esquerdo, Tiéne já tinha sido  um dos nomes apontados. Tiené é um jogador maduro, foi o titular dos "Elefantes" na CAN e no Mundial 2010, é forte tanto a defender como a apoiar o ataque e nesta edição foi de longe o melhor nesta posição.

 

Médios centro

 

Emmanuel Agyemang-Badu (Gana)

 

 

Muita falta fez na meia fina frente à Zâmbia. Badu foi o pulmão da selecção do Gana, impressionante a sua capacidade de luta e entrega ao jogo.

 

Foi um dos melhores jogadores da competição e a sua ausência por lesão na meia final, acabou por revelar-se fatal à sua selecção.

 

Como já referi anteriormente, o jogador da Udinese tem qualidades que podem constitui-lo como um dos melhores médios do futebol mundial.

 

Yaya Touré (Costa do Marfim)

 

 

O melhor jogador africano de 2011 manteve a bitola que tem apresentado no Manchester City e provou porquê de ter sido distinguido com tal prémio. Uma força da natureza, Yaya é um jogador de top e que teria lugar em todas as equipas do Mundo.

 

Médio direito

 

Chris Katongo (Zâmbia)

 


 

O capitão da Zâmbia foi uma das figuras do torneio, desconhecido do grande público, Katongo anotou boas exibições e golos muito importantes na caminhada da sua selecção. Muito voluntarioso a nível defesnivo, apesar de não ser muito dotado tecnicamente conseguiu ultrapassar muitos adversários com velocidade e uma atitude guerreira.

 

Médio esquerdo

 

Rainford Kalaba (Zâmbia)

 

 

A posição que mais duvidas levantou para escolher um nome, sobretudo porque havia dois fortes candidatos, Kalaba e André Ayew. A escolha caiu para o lado de Kalaba e a razão reside na surpresa que foi ao ver a qualdade deste jogador que já passou por Portugal.

 

Kalaba tem enorme talento, excelente qualidade técnica, visão de jogo e capacidade para destruir qualquer defesa. Não é um jogador para marcar muitos golos pois a sua especialidade são as assistências. Actualemnte a jogar no Mazembe, pode aspirar a um regresso à Europa.

 

Avançados

 

Pierre Aubameyang (Gabão)

 


 

Apesar da saída ingrata de prova (penalty falhado na decisão com o Mali), Aubameyang foi um dos melhores avançados da competição e merece este lugar no onze ideal.

 

Um dos jovens mais promissores do continente africano, fez três golos em quatro jogos e com apenas 22 anos pode chegar a um patamar superior a nível futebolistico. Qualidade não lhe falta, resta saber se vai aproveitar as oportunidades que lhe serão oferecidas.

 

Didier Drogba (Costa do Marfim)

 


 

Boa prestação de Drogba nesta CAN, só não foi perfeita porque na final a sorte não esteve do seu lado.

 

Continua a ser um dos melhores pontas de lança do mundo e provou que aos 33 anos ainda é uma opção válida tanto para a selecção como para o Chelsea.

 

 

Espero que tenham disfrutado desta Taça das Nações Africanas, uma competição que terá uma nova edição já no próximo ano, a CAN vai passar a disputar-se em anos ímpares, para não coincidir com os Mundias e Europeus.

 

Para finalizar deixo a disposição táctica do nosso onze ideal

 

publicado por A.S às 19:02
link do post | comentar | favorito
|

.Votações

Quem irá sagrar-se campeão nacional 2013/2014?
  
pollcode.com free polls 

.arquivos

.tags

. todas as tags

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. A febre da Copa

. Villas-Boas nos Spurs, o ...

. A jornada dos grandes (16...

. As duas faces dos Citizen...

. Craques em destaque: Heun...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Análise Mundial 2014: Gru...

. Serie A: Quem desafia a J...

blogs SAPO

.subscrever feeds